Não
Existe
Nada mais bonito
Do que um
Coração
Partido

Anúncios

Eu sempre acordo cedo. Hoje tinha sol e a cabeça doía. Dorzinha chata de dia de sol. A gente se acostuma com a dor. Mas não com a náusea. Eu sempre acordo cedo e hoje tinha sol. E enquanto eu decidia quantos comprimidos seriam necessários pra não passar o dia na cama eu pensei que talvez fosse uma boa ideia usar uma fita vermelha no pulso. Não era uma fita do Bonfim porque, oras, eu nem sei quem é esse senhor. Era só uma fita vermelha, não precisa explicação pra uma fita vermelha.
Mas logo eu desisti porque uma fita vermelha afinal de contas não é lá grande coisa.

E eu gosto mais de azul.

Todo dia
Lúcia chega do trabalho
Afaga o gato
Senta na varanda
Acende um cigarro
Toma água
Todo dia
Lúcia afaga o gato
Sentada na varanda
E se lembra
Que não fuma.

Respira
Pensa
Fecha os olhos
Inspira

Olha a hora
Corre
Amanhã
Quem sabe

Um dia
Eu
Não
Hoje
Agora
Eu

tenho um nome incomum e um riso comum
pendurado no rosto
no peito tenho uma lacuna redonda e um
coração quadrado
não encaixa, eu sei
só mais alguns adesivos
e ele não irá mais despencar

Eu tinha quinze anos e um dia eu caí. Eu caí de joelhos no chão e nunca mais eu parei de sentir dor. Se o tempo vira muito rápido eu perco um dia inteiro sentindo dor. Se eu subo muitos degraus de escada, eu sinto dor. Se eu fico muito tempo de pé, eu sinto dor. Se eu ando por muito tempo sem pausa, eu sinto dor. Ás vezes eu nem preciso fazer nada, eu sinto dor. E dói o tempo todo. E não há remédio ou reza que faça que passar.

Essa dor que não passa nunca.

a vida
se repetindo
e eu
aqui
sentada
só olhando
já vi isso
e isso também
aquilo outro
já faz tempo
mas eu
já vi também

não tem nada
de novo
e
nada
que eu já
não tenha visto
pior

ainda respiro

me arrasto
todos os dias
em busca dela

essa eu
que vive por aí
em algum
lugar
que eu nunca alcanço

me rastejo
buscando ar
no meio do pó
de todas as coisas

guardadas
dentro de mim
e que eu nunca
nunca
nunca
consigo botar pra fora