tenho um nome incomum e um riso comum
pendurado no rosto
no peito tenho uma lacuna redonda e um
coração quadrado
não encaixa, eu sei
só mais alguns adesivos
e ele não irá mais despencar

Anúncios

Eu tinha quinze anos e um dia eu caí. Eu caí de joelhos no chão e nunca mais eu parei de sentir dor. Se o tempo vira muito rápido eu perco um dia inteiro sentindo dor. Se eu subo muitos degraus de escada, eu sinto dor. Se eu fico muito tempo de pé, eu sinto dor. Se eu ando por muito tempo sem pausa, eu sinto dor. Ás vezes eu nem preciso fazer nada, eu sinto dor. E dói o tempo todo. E não há remédio ou reza que faça que passar.

Essa dor que não passa nunca.

a vida
se repetindo
e eu
aqui
sentada
só olhando
já vi isso
e isso também
aquilo outro
já faz tempo
mas eu
já vi também

não tem nada
de novo
e
nada
que eu já
não tenha visto
pior

ainda respiro