wake up. wake up.

morrer não dói. o que machuca é deixar a bagagem pelo meio do caminho. em todos os quartos de hotel em que eu estive sempre acabei deixando alguma coisa, até o dia em que não tinha mais brincos ou anéis. tudo o que restou cabia em uma mochila mas o peso ainda era difícil de carregar.

morrer não dói. o que machuca é não olhar pra trás, não conseguir se mover, não conseguir respirar com o peso das coisas não ditas. em todos os quartos de hotel em que eu estive eu praguejei contra você. contra nós, contra a vida, contra o que não somos.

wake up/till the end/wake up

morrer não dói. porque sempre tem o sol ardendo na pele, queimando os olhos e me tirando dessa catarse. em todos os quartos de hotel em que eu estive você estava também. like a shadow.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s