da memória

quando é que uma pessoa deixa de fazer sentido?

pode ter sido no meio de um sms sem a menor delicadeza. pode ter sido na falta de atenção pras coisas ditas tão claramente. pode ter sido enquanto eu encaixotava as coisas que ele deixou na minha casa. pode ter sido quando eram outras pessoas que me abraçaram em um momento difícil. pode ter sido em qualquer momento. quem vai saber? o que eu sei, é que só me dei conta que ele não fazia mais o menor sentido na minha vida quando a poltrona ao meu lado no cinema estava vazia. e ele não fez falta ali. e entre assistir o filme e aquela sensação de o que é que eu estava fazendo (?), eu não consegui mais me lembrar do que eu gostava nele.

do que eu gostava nele?

certamente havia alguma coisa, mas eu não me lembro mais. por mais que eu me esforce, não lembro. e foi assim que ele  deixou de fazer sentido.

 

 

Anúncios

Um comentário sobre “da memória

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s