#cotidiano

todos os dias eu pego o ônibus pro trabalho no mesmo lugar. quando o letreiro eletrônico da loja do outro lado da rua não está funcionando eu sinto uma gastura porque gosto de acompanhar o horário por ele. todos os dias o ônibus passa no mesmo horário, menos quando quebra e aí eu chego quase uma hora atrasada. antes de o ônibus passar eu vejo as pessoas que chegam pra trabalhar numa fábrica de etiquetas que fica ao lado do ponto. tem um rapaz que chega de bicicleta, uma senhora evangélica é levada pelo marido num carro que eu nunca vou lembrar qual é. tem uma garotinha que vai pra escola com a mãe que é a coisa mais fofa do mundo e tem uma moça que usa um búzio amarrado na canela que eu tenho vontade de dizer pra ela tirar porque é cafona. no ônibus geralmente são as mesmas pessoas também: a moça loira que estudou comigo no ensino médio, os dois homens que são maiores do que o ônibus, uma moça que está sempre maquiada, uma outra que trabalha num prédio que fica perto do meu trabalho e que deve ser cuidadora de idosos porque está sempre de branco. os outros rapazes que carregam mochilas e descem depois de mim. todos os dias o vizinho do escritório fica com o cachorrinho Bob na esquina me esperando porque sabe que eu tenho medo de descer a ladeira sozinha. todos os dias o Bob faz festa pra mim.