tem essa diferença, sabe. do que você tem que tirar da sua vida, você (que no caso sou eu, acordei meio Pelé hoje) até quer que fique, mentira… você queria muito, queria mais do que tudo que ficasse, mas chegou aquela hora de dizer: – eu te liberto de mim. e você fez todo essa esforço, e opa tem dias que 2010 bate na sua porta como se não houvesse amanhã, mas no fim das contas você conseguiu.

e pra isso você teve que morrer.

e é por isso que ninguém vai te matar de novo. não se morre duas vezes. e aí, por mais que algumas coisas até façam o coração dar aquela aceleradinha marota, e te tirem um sorriso bobo de vez em quando você sabe que quando acabar, você até pode ficar assim meio chateadinha, mas ó no fundo, bem lá no fundo… você sempre vai saber que nada vai te fazer viver de novo.

e eu sei que você que está lendo isso está me achando dramática. e eu te digo: é preferível ser dramática a ser retardada.

beijos.

Anúncios

Um comentário sobre “

  1. Sabe, uma vez disse pra um amigo que quem não sangra não sabe o que é viver. Quem se joga na vida tem muito mais possibilidades de se ferir, mas ao menos sente e não se priva dos sentidos, que não à toa nos pertencem.
    Um milhão de vezes ser dramática, pular sempre da pedra mais alta, do que negar a si própria.
    Lindo texto!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s