A gente nunca se acostuma com o fato que existem coisas que não controlamos, e de certa forma o controle que temos de nossa própria vida não passa de ilusão. Viver sob essa falsa certeza é aunica garantia de se surpreender com as fodas mal dadas que a vida dá. E como “a vida é tecelã do imprevisivel”, um belo dia sem que você tenha movimentado um músculo sequer o mundo vira um ovo. De codorna, porque se se fosse de galinha ainda teria como fugir. E mais uma vez, sem ter feito absolutamente nada pra colaborar com o destino, a vida vem e te fode. E você, que no caso sou eu, vai terminar a história como quem não presta. Se eu errei? Óbvio que sim. Errei em esperar demais de quem não tinha nada a oferecer, errei quando ofereci demais a quem não era capaz de entender que eu não esperava muito em troca. Errei em superestimar a minha fortaleza, que não tem nada de forte. Abri a porta a quem nunca teve intenção de entrar. E talvez não tenha sido um erro, insistir pode ter sido. E é muito foda ter essa pecha de pessoa bem resolvida (não sei de onde tiraram isso, whatever), quando na verdade não é nada disso. Aí a vida vira uma sucessão de mal entendidos, eu sou um emaranhado de mal entendidos. A gente pode combinar muitas coisas que eu vou aceitar só porque não quero correr o risco de dizer a verdade, que eu quero mais, que eu já me perdi olhando essas coisas que só eu vejo, e com isso perder o pouco que me oferecem. E olha que o que eu queria nem era tanto assim.

Eu só queria que ele gostasse de mim.

Tão de graça quanto eu gosto dele. E ponto.

Cadê você que me esqueceu?
Quem é  você que eu não esqueço?
Quem é você que me prendeu
E depois me deixou pra trás?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s