amanhã é dia de um novo pequeno recomeço, de estar no único lugar que é só meu, não tem o seu rastro. e eu não gosto de lá, por Deus! eu não suporto aquele lugar onde tudo gira em torno de coisas tão sem sentido pra mim, sem beleza, sem cores, sem música, sem nada que me lembre quem eu sou e gosto de ser.

os dias estão passando e eu já não choro mais como antes, hoje foi só um pouquinho… porque dá aquele aperto sabe? aquele nó que a gente sabe que ninguém vai conseguir desatar de dentro da gente. e hoje eu, que há tempos já vinha sentindo isso, hoje eu olhei pra ela que sempre foi tão parecida e tão distante e parecia que era um espelho. tão diferente e tão igual, com o mesmo amargo que desespera e esse mesmo jeito de fazer todo mundo acreditar que sim, está tudo bem. ela tão linda, eu tão alheia. tão iguais, tão diferentes.

mas amanhã é dia de um novo pequeno recomeço, de mais uma vez ser quem eu não sou. mais um dia de esperar algum milagre de me traga o fim dessa espera. quatro anos não são quatro dias.

Anúncios

2 comentários sobre “

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s